SJM aguarda parecer do governo de Macau sobre a extensão da concessão: CEO

Ambrose So Shu Fai, vice-presidente e diretor executivo da SJM Holdings Ltd, disse à imprensa local na quinta-feira que a empresa aguardará as instruções do governo de Macau sobre a atual concessão de jogo em Macau, que termina em 2020.

Ambrose So Shu Fai, vice-presidente e diretor executivo da SJM Holdings Ltd, disse à imprensa local na quinta-feira que a empresa aguardará as instruções do governo de Macau sobre a atual concessão de jogo em Macau, que termina em 2020.

“Expressaremos o que pensamos sobre o tema em várias ocasiões. Mas o governo pode ter um pensamento diferente sobre o assunto ”, disse So.

No mês passado, o CEO disse, em registo público, que esperava que a empresa pudesse ver concedida uma extensão de dois anos dos seus direitos atuais, para ficar posicionada na mesma linha de partida em 2022 – para um renascer potencial – como os outros quatro operadores de Macau.

A MGM China Holdings Ltd, que tecnicamente opera jogos em Macau através de uma subconcessão da SJM Holdings, disse que gostaria de ter a oportunidade de falar com o governo da cidade sobre o mesmo assunto.

“’Ao Sr. So, perguntaram na quinta-feira se o seu grupo estava procurando conversas diretas sobre o assunto com o governo local. Ele respondeu: “O governo tem a liderança neste assunto em relação ao que deve ser feito depois das concessões [de jogos] expirarem. Primeiro ouviremos o que o governo tem a dizer ”.

O Sr. So acrescentou que seria “preferível” a possibilidade de alcançar uma prorrogação de dois anos. Presentemente, a lei de Macau permite um máximo de cinco anos de extensão às atuais concessões de 20 anos; após este período, deve haver um novo processo de licitação através de um novo concurso público.

O Sr. So falou à comunicação social à margem do lançamento de um programa educativo para os funcionários da SJM Holdings, relativo à história e cultura da China, organizado conjuntamente pelo Macau Millennium College e pela Academia Chinesa de Ciências Sociais. No evento, também fez breves observações sobre a empresa em construção no Cotai, resort Grand Lisboa Palace, no valor de HKD36 bilhões (US $ 4,6 bilhões).

“Nós, naturalmente, estamos a desenvolver esforços para, neste ano, concluir todas as obras de forma a ter condições suficientes para solicitar as permissões de operação do governo”, disse So.

Abertura no Cotai

O executivo da SJM Holdings reiterou que o lançamento do projeto Cotai estará concluído no segundo semestre de 2019. Disse ainda que as três torres dos hotéis, com as respetivas marcas “Grand Lisboa Palace”, “Palazzo Versace” e “Karl Lagerfeld”, conforme planeado, são para abrir ao mesmo tempo – embora não tenha nenhuma garantia nesse sentido.

As três torres de hotéis terão uma oferta de aproximadamente 2.000 quartos, observou a SJM Holdings no relatório anual de 2017, arquivado em abril.
“Entre os elementos não-jogo, o mais importante de todos será a experiência de alojamento oferecida pelos hotéis Versace e Karl Lagerfeld,” Comentou com a imprensa.

Fonte: GGR Ásia

 

VISITE OS NOSSOS SÍTIOS
REDE DE RESPONSABILIDADE SOCIAL                                       JOGO EXCESSIVO                                                                                                      FRAUDE DESPORTIVA

    

Categories
GAMBLING NEWS (PT)World Gambling News (PT)

RG MAGAZINE Gambling and Social Responsibility
No Comment

RELATED BY