Reguladores são contra a proibição italiana dos anúncios de jogos

Reguladores europeus desaprovaram a proposta de proibição da propaganda de jogos na Itália.

Durante a mesa redonda da GiocoNews.it realizada esta semana no iGB Live! em Amsterdão, na Holanda, os reguladores europeus desaprovaram a proposta de proibição da propaganda de jogos na Itália.

‘Regulamentação publicitária é uma atividade que é muito importante para nós, como reguladores’, disse Charles Coppolani, presidente da autoridade francesa Arjel.

Coppolani explicou a sua experiência na França. “Não consideramos a ideia de proibir completamente a publicidade de jogos porque não estaria alinhada com as atividades das operadoras, mas, acima de tudo, porque acreditamos que isso representa um sério risco para a segurança dos jogadores, porque a oferta legal se tornaria indistinguível da ilegal, enquanto o nosso papel é precisamente o de proteger os consumidores antes de tudo e lutar contra as atividades ilegais”.

“A regulação da publicidade é uma atividade muito importante para nós, como reguladores. Em França, emitimos regras precisas sobre a qualidade das mensagens, fornecendo indicações e limitações para as empresas ”, acrescentou Coppolani.

Heathcliff Farrugia, o administrador da Malta Gaming Authority, concordou. “Cada país deve regulamentar de forma independente a publicidade de jogos, porque há peculiaridades relativas ao contexto único que deve ser levado em conta, por exemplo, os tipos de programas de televisão, as atitudes do público e assim por diante.”

“A ideia de introduzir uma proibição total nas promoções de jogos, no entanto, parece perigosa porque não permite que os consumidores aprendam sobre ofertas legais, representando um risco para a segurança”.

No entanto, Dan Iliovici, vice-presidente da associação Rombet e presidente cessante do National Gaming Office, que regulamenta o mercado romeno, não tem dúvidas sobre a ineficácia dessas medidas. “Estamos a acompanhar cuidadosamente o que está a acontecer em Itália, também devido ao facto de que na Roménia tivemos uma situação semelhante com um projeto de lei apresentado no Parlamento pedindo uma proibição total da publicidade de jogos de azar, assim como em Itália. Mas, foi posto de lado por não ser considerado digno de atenção”.

“É vital fornecer regras sustentáveis, claras e simples para o benefício dos consumidores, mas ao mesmo tempo sustentáveis ​​para as empresas. Mas tenho certeza de que proibir completamente a publicidade é completamente errado porque é perigoso e porque torna indistinguível para o consumidor o que é legal e o que é ilegal, com enormes riscos de segurança”.

Fonte: GMB / InterGame Online

 

VISITE OS NOSSOS SÍTIOScurved_arrow-512
REDE DE RESPONSABILIDADE SOCIAL                                       JOGO EXCESSIVO                                                                                                      FRAUDE DESPORTIVA

    

Categories
GAMBLING NEWS (PT)World Gambling News (PT)

RG MAGAZINE Gambling and Social Responsibility
No Comment

RELATED BY