Rede de agiotas desmantelada pela PJ

TRIBUNA DE MACAU

A Polícia Judiciária desmantelou uma rede de agiotas que actuava nos casinos do Território e libertou, durante a operação, quatro vítimas de cárcere privado, anunciou a corporação. Um dos indivíduos libertados estava encarcerado há oito dias e “tinha sido vítima de tortura, pois apresentava nódoas negras nas pontas dos dedos”, sublinha um comunicado da PJ de Macau. Os 12 elementos que integrava a organização criminosa, todos do sexo masculino e com idades compreendidas entre os 26 e os 43 anos, foram detidos durante a operação, que decorreu no fim-de-semana após três meses de investigação. De acordo com a PJ, os detidos são chineses de Hong Kong e de Macau. Os quatro indivíduos libertados pela PJ, três de Hong Kong e um de Taiwan, foram encontrados algemados e acorrentados num quarto de um prédio do Pátio Francisco António, próximo da zona do Porto Interior. As vítimas admitiram à PJ que tinham contraído dívidas de jogo para com os agiotas. A título de exemplo, o comunicado da PJ refere que os jogadores que pediam 20.000 patacas recebiam dos agiotas apenas 18.000 patacas, sendo obrigados a restituir no mesmo dia 23.000 patacas. À falta de pagamento, “as vítimas eram levadas para os esconderijos, onde eram algemadas e acorrentadas”, refere a PJ, sublinhando que o valor em dívida aumentava até 100.000 patacas quando os agiotas se apercebiam de que os familiares dos devedores tinham meios para restituir os empréstimos. “Quanto às vítimas que não conseguiam angariar dinheiro para liquidar as dívidas, deixavam de lhes dar comida e massacravam-nas martelando as pontas dos seus dedos”, sublinha a PJ. Os agiotas cobravam ainda das suas vítimas “as despesas de alojamento, alimentação e chamadas telefónicas”, acrescenta o comunicado da Polícia Judiciária de Macau.

OFICIALIZADA NOMEAÇÃO DE MONGE

O Boletim Oficial de Macau publicou já o decreto do Presidente da República que nomeia o brigadeiro Manuel Soares Monge para o cargo de Secretário-Adjunto do Governador do Território.
Manuel Monge foi nomeado para o cargo de secretário-adjunto do governador de Macau por proposta de Rocha Vieira, refere o decreto do Presidente Jorge Sampaio assinado em 25 de Julho.
Assessor para o Exército da Casa Militar do ex-Presidente Mário Soares, Manuel Monge, 58 anos, ocupou-se nos últimos anos da sua passagem por Belém com as questões de Macau, assessorando directamente o Chefe do Estado. Promovido ao posto de brigadeiro em Junho de 1993, Manuel Monge entrou para o Exército em 1957, tendo sido um dos militares envolvidos no Movimento das Forças Armadas que pôs fim ao regime deposto em 25 de Abril de 1974.

Fonte: Tribuna de Macau

INFORMAÇÃO

JOGO EXCESSIVO - JOGO PROBLEMÁTICO - JOGO COMPULSIVO     OBSERVATÓRIO DO JOGO REMOTO

PREVENÇÃO

PERGUNTAS-FREQUENTES-SOBRE-O-JOGO-PROBLEMATICO (1)   QUE-FAZER-PERANTE-INDÍCIOS-DE-VICIAÇÃO-NO-JOGO   O-JOGO-COMPULSIVO-OU-PATOLÓGICO-TEM-CURA

Categories
GAMBLING NEWS (PT)Macau Gambling News (PT)

RG MAGAZINE Gambling and Social Responsibility
No Comment

RELATED BY